quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Apelo da Natureza



Pernoitei ao relento nos arrabaldes da minha cidade.
Sinto um chamamento interior que me pede tranquilidade.
Tive como companhia a coruja e um mocho que me trouxeram o sono
Durante a noite acordei em sobressalto
Ouvi sons que nunca tinha ouvido
Tive sensações que nunca tinha tido.
Senti o desprender dos galhos altos.
O Silvo das folhas que rodopiavam em círculos fechados.
De hora a hora o silêncio apodera-se de mim atormentando o meu ser
E nos arrabaldes da minha cidade.
Estou longe. Mesmos estando na proximidade
E na humidade da noite. Improviso uma homenagem.
Sinto em mim a solidão. Preciso da companhia de um amigo
Os meus olhos guiam-me para o espaço.
Vejo as estrelas que ocupam o seu lugar empurrando-se umas às outras
Cada uma ocupa a sua posição. Lugar marcado fixado por o tempo
Preciso de me Reencontrar com a natureza. Sou um animal sedentário
O vento penteia a erva que se acomoda sobre a terra
Pairam pirilampos sobre mim.
Olá pirilampos! Olá natureza!
Aproveitando a luz que me ilumina. Escrevo num caderno uma rima
Rima que escrevinho num caderno que já está quase completo
A sua grossura foi pouco a pouco sendo reduzida.
Aproveito a luz reflectida.
E a lama serve de espelho para mudar de direcção do reflexo da razão
Estou feliz sozinho? A natureza agrada-me! Mas não quero me sentir sozinho
Lembro-me dos magotes de árvores que dantes existiam e das flores que aqui floriam
Machado que se afia. Agarrado à mão de um homem que te desafia e que ganha poder!
E mata sem poder. Corta a cabeça a quem o tenta barrar.
Reencontro de forças que puxam em direcções diferentes.
Opiniões divergentes que esbarram e seguem em frente
Barragem que não liga uma margem à outra margem
Cento e cinco dias que me faltam para ganhar coragem
O trovão rola sobre a minha cabeça deixando os meus ouvidos cansados
As fadas pairam no céu. Deixam o tempo entristecido com a grandeza do acto
Fecho os olhos e descanso. A natureza deita-se ao meu lado e acaricia-me os cabelos
Adormecemos os dois lado a lado.

@BomNorte2010

Sem comentários: