quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Um Puzzle inacabado.

1 comentário:

Adelina disse...

Não se iluda Bom Norte as suas palavras são compreendidas,o que acontece é que depois de "as tornar publicas"cada um da-lhe a compreensão que mais lhe convém,segundo a sua própria sensibilidade e ou estado de espírito.
São simplesmente intrigantes, certos poemas que escreve eu por vezes desisto de compreender,gosto de o ler-porém há dias que tenho que desistir.
(sabe-se lá porquê?)