terça-feira, 18 de janeiro de 2011

A viagem


Estamos num dos trinta e um dias do mês de Janeiro,
Para mim este é primeiro dia desde a última vez
Triste este dia em que não me vez.
Mas como em todas as histórias, existe sempre era uma vez. Fez o que não fez e por isso é julgado sem ser a sua vez.
Aguardo a sentença no meu quarto, é mais um dia que me sai do corpo
Nem a claridade da janela me traz a luz que a minha alma precisa.
Apoiada sobre a minha perna descansa ela. A sua cabeça perfumada confunde-se com gotas de perfume.
Tenho necessidade de escrever,as palavras transmitem-me imagens de textos que querem que eu escreva.
Não são simples histórias de cordel vendidas nas praças a granel.
Nem historias que se repetem, eterno ciclo vicioso. E como será a viagem que deforma a paisagem?
O meu coração entrega-me letras embrulhadas numa fraca embalagem, mas são lindas as palavras que contam um conto. E por outro lado são tristes as pessoas que lhe aumentam um ponto.
Tenho sempre guardados segredos fechados a cadeado, tenho medo de os ver reproduzidos na obra vil do diabo
Por vezes acordo durante a noite e tenho medo de morrer, interrogo-me se a Inquisição não estará em todo o local onde eu estou?
A noite dança com o dia, com a sua licença, quero ver a dança que enlouquece o povo.
Cai o dia fica a noite, Negro se torna o céu e é essa mesma penumbra que me esconde os rios da vergonha  em que cujas águas corre uma liberdade prometida. Liberdade que me transforma em um esqueleto vaidoso.
Viva a liberdade que me deixa pensar, museus que me abrem as portas, parto.
Paz no meu coração que eu irei conquistar.

Bom Norte 2011


8 comentários:

tiadulce disse...

O BN sabe que nós gostamos sempre do que escreve, e é uma pena que não esteja mais acessível.
Boa Viagem !
Xi-<3

eu disse...

Ele virá como é habito

Francisca Andersem disse...

estamos sempre de braços abertos para ler seus lindos poemas!Obrigado Bom Norte!!

MARIA CHRISTINA disse...

Adorei amigo.... como sempre bj :)

MARIA CHRISTINA disse...

Ola, como sempre gostei muito....bj:)

Adelina disse...

Curiosamente (ou não?)ainda gosto mais de o ler deste lado(sei lá porquê!),talvez sinta aqui "mais" credibilidade.
Mais um...
Voltarei cá sempre.

Anónimo disse...

A isto se deve a história complexa que levou à sua não publicação.

Continue a escrever.
Glória

Anónimo disse...

Os seus textos fazem falta no FB a quem gostava do seu estilo de escrever.O FB perdeu audiencia tenho a certeza.Força homem,deite cá para fora o talento que Deus lhe deu! É um dever cívico.IBC.