domingo, 27 de fevereiro de 2011

Qual é o segredo que me une a esta mulher.

3 comentários:

UKY STRAVAGANZZA disse...

Só o senhor o sabe!Mas sabendo ou não! está um texto muito bem conseguido.gostei.Beijinho.Senhor mágico das palavras:

rouxinol de Bernardim disse...

Bom poema, com mensagem subliminar a condizer...

Adelina disse...

«Pablo Neruda»
Dois amantes felizes não têm fim nem morte,nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,são eternos como é a natureza.
(Não há segredo)